Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

toda vez

toda vez que você sai
eu tranco a porta para que você não volte
toda vez que você vai
eu fexo os olhos e respiro de verdade
toda vez, sem exeção
eu abro a boca em um grande bocejo e só então penso em dormir
me deito e logo aspiro todo torpor que enquanto me beijava você deixou cair

toda vez me vejo enfrente ao espelho repetindo nossas caretas
resgato em mim toda paz que é roubada a cada sorriso seu
escuto os ecos de sua risada e os ofegantes sussurros de nossos corações

toda vez que você sai, toda vez o silencio me agride
e eu me ouço sussurando coisas tolas
- adeus meu bem, que volte logo
não respiro até que a saudade chegue para me confortar

toda vez que você sai
me da raiva de não acordar contigo
entrego-me ao desgosto da juventude
e sento no chão frio junto ao seu violão, e espero

toda vez que você sai, eu não choro
e mesmo assim minha garganta fexa
e eu me apego ao fato de que em breve voltará
com novas velhas canções pra cantar pra mim
e um outro novo 'toda vez que você vai'

Th.Morgan_

(nossa …

imagem obsoleta do ninguém

o que você vê ? quem você vê ?
você se julga bom demais pra aceitar os erros dos outros .. você acreditas nos seus amigos imaginarios e virtuais .. você ilude a própria sorte com promessas tolas de felicidade ;
mas no fundo você sabe, sabe que nunca viu ninguém realmente real .. e que todos que você confiou ou acreditor amar earm apenas fantoches seus .. maltrapilhos e de cor insignia.
você me acha bonita de verdade ? você curte o que eu pareço ser .. você vê em mim um espelho de amizade e confiança ?
mas eu sou igual.eu sou como você, você confia em mim e isso te faz feliz .. você honra meus pedidos porque você gosta de ser mais um cãozinho.
a verdade dói, e eu não sou boa pessoa. e nem sou a menina má com o chicote .
eu sou humana, eu sou você.
para pra pensar, analise a própria casca, veja o oco .
pare de sentir pena do próprio espelho, comece a se tratar .. comece a tratar a alma .
pra mim não há volta .
pra mim não há sorrisos sinceros.
eu não confio em você.
não me importaria em te ver mo…

Intervalo

O que te faz falta ?
todos os dias, você se pergunta porque levantou, o despertador já foi jogado debaixo da cama inúmeras vezes mas assim como você ensiste em lutar .. com labor em algo que não tem sentido .. nem propósito. Ás sete horas em uma rua empanturrada de adolescentes que sorriem pra você sem vontade .. e com indiferença você sorri de volta. e as cortinas se abrem pra que você enxergue o seu novo publico, todos com as mãos amarradas .. e nenhum com vontade de aplaudir, só de julgar. Na sala enquanto o professor vomita o que mastigou sua faculdade inteira, você olha pra um ventilador que inexoravelmente gira. você até sente uma pontada de inveja. nunca viu nada de cima. desacostumou. enquanto o quadro range com o barulho do giz você se pergunta o motivo de alguém respirar incansavelmente o ar da semana retrasada, transpira tédio e quase dorme ao balanço das próprias palavras. o sinal toca, e entra mais um. é a mesma coisa, só que ao invés de sorrir, grita…

sentou nas portas do inferno e esperou que abrissem

-

hoje mais do que ontem
você já não sabe como agir
deixou de lado os amigos achando
que por acaso poderia se redimir

esqueceu da própria história
mascarou os próprios sonhos
e agora se prostra em vão

deixou as lágrimas secarem antes
que as feridas pudessem cicatrizar
escolheu o próprio fim

disse não deixar correr nas veias o fluxo do ódio
mas esqueceu de transfundirpara si a utopia alheia
sentou nas portas do inferno e esperou que abrissem
em vão

agora já não há saída
você fez cliché a própria vida
em troca de um reconhecimento que não veio

e eu invento uma desculpa pra deixar isso passar
enquanto você chora em voz alta
pelos próprios fantasmas
não há remédios, só o irrevogável
juízo final

-

bom, escrevi na aula de matemática ..
produtivo não ?
não sabia que poderia escrever algo parecido com poema, não tenho muita ordem pra nada (fato)
mas ta ai !
dava até uma musica, mas eu sou moralmente incapacitada de ritmo (fato)

Th.Morgan_

oo:06

eu estou aqui, sentada nessa cadeira ás 00:06 da manhã com a seguinte conclusão: eu não entendo nada de Deus. e eu relutei contra essa sensação até agora e por fim encheguei a minha falta de fé em tudo. nada me enche os olhos, isso porque eu não vivi nem a metade dos meus dias. com a idade que tenho já era mais que hora de ir me envolver em algum evento religioso ou alguma coisa do tipo. mas eu sou totalemente cega para tudo isso, se deus realmente existe ele não me enchergou. religião é uma ipocrisia, você só poderá me convencer do contrario se me mostrar outro jeito. se tentar me mostrar sua igreja eu vou enchergar em você mais um fanatico idiota que sempre me cercou, desde quando eu nasci. eu não entendo realmente porque eu preciso de Deus. eu não entendo realmente porque é que eu não enchergo em mim sua imagem em semlhança. o capeta não me anima nem me interessa, as vezes me intriga, mas logo passa. eu nem sei porque to escrevendi isso.. é só vontade. talvez eu precise de ajuda, mas você nã…

hipérbole

- eu gosto da palavra;

o que acontece quando se sente arranhar o próprio coração, e partir-se em dois na hipérbole do enfarte ?
-
você senta na chuva e sente pingar em você a ceiva divina de algo obsceno.
sente-se digerindo os livros que você não leu realmente.
olha no reflexo do próprio chão, a raiz de um objeto absorto no escuro, ensurdecendo com o timbre pecaminoso de quem fala a verdade.
-
uma vez você deu-lê uma estrela .. algo que provavelmente os olhos perderiam, mas a busca e o anseio por encontrar o objeto que permanece estático e morbidamente perdido num universo apenas para ser encontrada novamente, a graça de dar-lhe um presente não meu me impressiona pela intensidade do furto, pelo cálice absurdo que se toma o entregar algo que a ti nunca foi bendito.
-
Em troca ofereceu-lhe a lua, sugestiva atração e confortável sorriso. deu-lhe a opção de rejeitar,não devia arriscar o próprio coração assim, não devia deixar queimar tal fraqueza que sempre manteve imersa no próprio orgulho. é cla…

2 mesês de luxuria

minha vontade é mandar chupar um prego, mas minha boa educação não permite.

pra onde vai os princípios depois que os pulsos já estão cansados de sangrar, onde é que se enfio os 'por favor' 'muito obrigado' depois que se abre mão da própria vida ..
eu quero engolir essas pílulas para dormir então eu não tenho que fazer uma má impressão eu preciso começar a ser eu mesma porque eu estou ficando cheia de todos ;
eu engoli um vidro inteiro de remédio para dormir e me deitei com a sensação de que não acordaria, isso me excita .. talves um dia eu não acorde de verdade mas minha alma terá entrado em um estado maior do que a prisão do próprio corpo .. embriagada pelo orgasmo que deve ser morrer ..
você se prende em quatro paredes e começa a sufocar até que o ar acaba .. dai você se sente confortável .. igual fez a vida inteira .. as piores besteiras, as melhores orgias .. mas era sempre igual .. corpos coagindo uns aos outros ao ponto máximo do prazer .. em vão .. pra no final acab…

Eu, você e minhas drogas

-

as meias já não são o suficiente para esquentar meus pés ..
ó que lindo ;~

acho que eu tenho bipolaridade, ou então eu devo realmente para de escutar Boys Like Girls .. havia tanto tempo que eu não voltava a pensar no passo, já houvera tempo o suficiente para minhas feridas cicatrizarem. e eu o fiz.
mas tem vez que me pego assim, nesse estado .. sentada na cama, não na cadeira ideal para um computador inutil, com musica razoavelmente baixa ao som de 'me, you and my medication' sentindo o sangue pulsar na cabeça e o coração dando estalos, de uns tempos pra cá eu venho sentindo uns certos sopros, e alguns zumbidos, nada de fantasmas e aparições sobrenaturais susurrando no meu ouvido coisas obcenas e irrelevantes, só tédio, só receio, só um longincuo devaneio ..

-

coço a perna como se ela não pudesse sofrer com os arranhoes de unhas que eu esqueci junto com minha mão, meu braço, meus ossos e todo o resto .. e o Marthin continua a cantar, e eu lembrando de varias 'certas vezes…

Mais um dia Mãe

bom, acho que eu tenho escrito bastante aqui, dai abri espaço para amigos postares as próprias ideias aqui também, então pode pedir que esse blog pobre a disposição ;}

-

Mais um dia Mãe.

Preso no momento presente, por uma força maior e difícil de distinguir..
Que me faz acordar pra minha realidade, e por sinal não é a das melhores.
O que depende de mim?O que eu to fazendo?Cadê o meu chão?
Para de pensar Rodolfo você vai ficar maluco, viva assim diz minha consciência. Mas eu quero uma solução, deve ter um jeito, mais será que do jeito que está não é o melhor?
Olhando de outro ângulo não será o meu problema a base do meu tripé?
O que eu preciso é de uma religião?
Não obrigado minha religião é bem simples. Minha religião é ser BOM
_Viva!
_Mas Assim é chato
O melhor a ser feito é correr atrás do que te interessa e não deixar o meu comodismo viver a dificuldade em cada ponto da minha vida, não pode ser assim!
Só existe um tempo pra despertar e esse tempo é agora.
Só existe um tempo pra despertar e esse …