Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2009

Esquina

entre seus dedos escapam seus amigos verdadeiros, seus amores verdadeiros, seus parentes de sangue, sua vida postiça, e a real acaba de esvair também .. e você não sabe como segurar nada disso .. o seu fetiche de antes desabrocha e morre sobre a sombra do seu corpo, e o sonho eufórico de um final feliz esfolou na parede de chapisco logo ali atrás, enquanto você cambaleava ouvindo ' Casa pré-fabricada' .. nem ouviu a buzina do ónibus, nem ouviu o atropelamento repentino dos seus sentimentos .. nos autidores que você evita olhar estão estampados as fotos e recordações alheias, o perigo que espreita a tentação da musica acabar e você não poder abafar mais nada .. não lhe caber mais o direito de caminhar com um pacote de biscoito meio cheiro/meio vazio e nas costas carregar o fardo brando da responsabilidade de exorcizar os maus pensamentos .. e desencarnar do próprio corpo para que caiba mas espaço para todas suas utopias .. e esquecer de se preocupar que em cada esquina te esper…

Papel marche

no canto do quarto pela milhonésima vez você conta as 19 folhas de papel amassado, agora são vinte com essa frase inacabada ..
o chão frio faz suas pernas dormirem e a musica dançante do seu aparelho de som não faz calar a novela no cómodo ao lado, tão próximos e tão distantes, você olha no espelho e repara de novo em todas as marcas de expressão e rugas sinalizando sua velhice precósse .
nem se preocupa mas com o que vão pensar .. mas exita na ponta do lapiz não deixar o papel ser beijado tantas vezes assim pelo grafite, não deixar escapar muito da sua cabeça e imaginação, quer guardar pro sono .. pra que todas as duvidas que seus olhos projetam na parede possam embalar seu repouso e te trazer sonhos em resposta ..
em troca você só consegue mais claustrofobia e pesadelos, em troca você paga a própria pipoca e assiste os carros passando sem que notem você, fantasma embutido no carpete, espantando os pernelongos a cada gota de chuva que cai do seu cabelo que nunca secou ..
o telefone já ca…

pós-vida

primeiro você sobe toda vida, e mais um pouco do pós morte pra completar .
depois você começa a andar no mato, e mais mato e mato denovo ..
dai você pula uma cerca ou duas .. e anda o resto do seu purgatório ..
o paraíso não é o que você esperava não é ?
nada de nuvenzinhas, nada de anjos semi-nus, nada de portões de ouro ou coisa parecida .. mas que diferença faz ?
só o que importa é que você tem o seu deus do lado, que você tem tudo aquilo que idealizou durante a jornada .. e mesmo satisfeito você ainda vai reclamar, pode crer ..

Daqui você pode ver o mundo todo, nada de interessante, nada de diferente .. eles te invejariam certamente .. você consegue assistir a vida como em uma tela de tv, pra mudar de canal mais alguns passos e pronto .
é quase inacreditável como a paisagem lhe deixa propicio a planos e promessas futuras, como o ar limpo de humanos que não respiram te faz bem .. você poderia dormir se fechasse os olhos, mas você não ousaria perder cada segundo dessa imensidão multicolor…

ThamaraMorganBurns_

Matriz .

verdade .. o que todo mundo quer é sentar na poltrona vermelha e ver as cortinas se abrirem com mais um episódio melodramático da sua vida, nada particularmente especial, só mais pipoca doce espalhada pelo chão da grande sala ..e você não ensaiou nenhum texto, ta ai porque viu uma porta bonita ou foi empurrado por mais um figurante que se sentiu sozinho e isolado.os holofotes não estão particularmente focados em você, mas já que aqui estamos .. o nariz de palhaço não nos falta mais, e nem os sapatos 3 números maiores que seu pé acolhe com desgosto.você vê na plateia que já esteve lá, você assiste ao próprio espelho com as mesmas imagens premeditadas de sempre, tedioso .. outro grande gole de dejavuretardatário .. sinico e sensato ao mesmo tempo .. mais você já viu essa peça .. você já assistiu as marionetes antes ..

-

o resto você define por si só, quem sou eu pra dizer como a vida deve ser .. cada um vive no próprio palco pra felicidade geral, contracenando com inúmerosadjetivos e sobr…