Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

um sopro só

é engraçado como o destino prega peças na gente
todos nós pagando de tolos enquanto as coisas já foram premeditariamente ditas
eu queria ter escrito um pedaço do mundo e pintado nele meu nome pra que não haja esquecimento depois de morrer
mas não vale a pena, o ser humano já tentou ser melhor que deus, e agora nós todos e subespéciesvariadas agonizamos em busca de alguma recompensa por cuidarmos direitinho dos que nos pertence
as vezes é estranho quando nos deparamos com algum farelo de borracha, quando vamos direto ao encontro de outra curva perigosa
a nauseante sensação de cair no desfiladeiro e ainda assim não morrer
a minha coinciencia não me deixa imaginar uma mão e caligrafia
mas meu peito dói quando sei o que daqui pra frente pode ser
e no fundo todo mundo sabe, mas tapa os olhos com medo de se ferir
eu queria ser menos humana, mais bicho, mais irracional
viver por mim mesma e acreditar que os anjos existem
eu queria sair pra morrer e nunca mais voltar
dormir entre as árvores e sentir o…

Retrocesso

sinto que toda a vez que um passo premeditado para a frente
me puxa mais dois para traz
é o retrocesso de uma vida inteira traçado no caminho de uma palheta
quando eu paro pra pensar, a sincronia vai embora e eu me esqueço de aceitar o meu próprio assunto .. eu acabo sem querer expelindo de mim a dor do raciocínio lógico
as coisas machucam umas as outras, e toda boa ação que você faz hoje, vai acabar com a desilusão de um outro alguém
então não adianta eu arrebatar meus sentimentos pra que eles não estuporem a minha cabeça, não adianta arder em lágrimas se a solução não vem
eu sempre quis ouvir as pessoas que me dão força, eu sempre quis acreditar nelas,
mas o que elas não conseguem é provar pra mim que vale a pena, porque toda vez que eu tento, acabo assim
eu sei o que em mim é suficiente, eu sei também quando chega
a minha hora chegou, e vai ter que acabar de uma vez por todas essas outras lá atrás
eu sei que vai doer, mas eu não sei como evitar

thamaramorgan_

soco inglês

não entre em uma briga sabendo que vai perder, ou que nós dois vamos.
não assuste o seu oponente de primeiro porque se não nunca haverá uma próxima vez.
esqueças as suas regras e politicas, deixe pra depois os seus sermões e descrenças.
crie algo especialmente importante pelo qual lutar, não perca mais seu tempo.
acredite que nem sempre uma vitória quer dizer troféu.
lembre de deixar o adversário chegar perto ao menos do primeiro soco,
não saia de punhos inchados de tanto esmurrar a porta da sala.
queira parar ao menos um minuto para desabafar, ou para tirar a mordaça.
esqueça tudo aquilo que você aprendeu com um corpo pendurado na varanda com vermelhões por toda parte.
não saia fazendo pose e nem fique bonito depois dessa guerra.
guarde o soco inglês para o ultimo golpe,trapaceie não pela vitória, mas pelo gosto de ver o outro destruído.
desça do ringue disposto a voltar, e cuspa no rosto de quem dormir no espetáculo.
não tire as luvas quando entrar para o banheiro e nem use-as como almofad…

Opção

toda vez que você pensa ter feito a escolha correta, pensa ter colocado as coisas no seu devido lugar, vem alguém e chaqualha toda a sua caixinha desmoronando o seu castelo de cartas ..
reconstruir cansa sabia ? ninguém nunca percebe, ninguém sente na pele pra saber ..
e olhos foscos que você mesmo não pode chamar de seus observam atentamente os papeis voando, as taças quebrando, as lágrimas derramando ..
ninguém mais enxerga o quanto é doloroso refazer o que já foi feito, o quanto é indigno ter que se levantar e começar de novo .. todos aqueles que não vivem isso tem a mesmo frase pra te por no cardápio : 'vá em frente, levante-se e seja feliz como alguém normal, erga a cabeça' ..

as musicas badalam na minha cabeça, e a minha vida passa em ritmo acelerado
eu não pedi pra ninguém resolve-la por mim, eu não pedi ajuda alguma
apenas me deixei levar sem destingir o egoísmo de compreensão
sem entender que noites de lua são frias porque tem que ser, não porque alguém definiu assim

agora, f…