Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

Borboleta embriagada

Os dias são corridos demais, as semanas passam e as coisas cotidianas acabam turvando nossa visão de nós mesmos, do lugar que pertencemos e as vezes até de quem somos. Acabamos então nos transformando em robôs, meros fantoches do dia-à-dia, fazendo parte da massa geral, um número, um contato, um individuo sem nome fazendo parte das estatísticas . Acontece que venho pensando nas coisas que a gente não vê, em pessoas que estão em meu coração a tanto tempo pegando poeira que eu nem me lembro mais de saber como está, alguém que marca presença as vezes em palavras, comentários mas não em matéria, um fantasma presente nas paredes da sala tão conveniente como um quadro emoldurado, nada mais.

Fiz mentalmente uma lista das musicas que me lembravam vocês, das fotos que queria te mostrar e de coisas que não sei se você sabe de mim e através dessas revisões acabei me percebendo, passamos tanto tempo embriagados e fora de nós mesmos que nem nos conhecemos, e acabamos convivendo com um intelecto des…